Eu sempre guardei rebanhos

 

Eu sempre guardei rebanhos


Nova obra poética de Cláudio Lima

 

O Município de Ponte de Lima, em parceria com a editora Labirinto, promoveu a apresentação da obra Eu sempre guardei rebanhos, da autoria de Cláudio Lima, no dia 20 de setembro de 2019, no auditório da Biblioteca Municipal.

Associando-se esta ação à comemoração do 26.º aniversário deste espaço cultural, informativo, educativo e lúdico, deu-se a conhecer a mais recente obra poética do autor limiano, constituída por 43 poesias dedicadas ao universo bucólico, deixando transparecer a sua ligação à terra natal, à ruralidade e à infância.

A apresentação da obra esteve a cargo de David Rodrigues e foi enriquecida com a leitura de poemas integrantes da obra.

 

Como adquirir este livro

 

Sobre o autor:

Cláudio Lima é pseudónimo de Manuel da Silva Alves, natural de Calvelo, Ponte de Lima, onde nasceu a 6 de abril de 1943. Estudou nos Seminários Franciscanos, onde obteve o curso de Filosofia. Em 1967, foi mobilizado como alferes miliciano para a guerra do Ultramar (Norte de Angola) onde se manteve até 1969. Serviu a Caixa Geral de Depósitos em Portugal e no Brasil, da qual se encontra aposentado. Casado, dois filhos, radicado em Braga.

Iniciou-se muito jovem nas lides da escrita, colaborando em revistas escolares e suplementos juvenis, entre eles o do Diário de Lisboa, que acolheu as primícias de muitos escritores então revelados. Tem significativa e variada colaboração dispersa por jornais e revistas de Portugal, Angola, Brasil e Galiza, nas modalidades de poesia, conto, crónica, crítica literária e social, ensaio, diarística, etc.

Está representado em mais de trinta obras coletivas.

Tem merecido da crítica especializada referências muito positivas, como o Prémio Nacional de Poesia “Fernão de Magalhães Gonçalves” 2008, entre outros.

Foi distinguido com a Medalha de Mérito Cultural pelo Município de Ponte de Lima.

É Sócio da APE - Associação Portuguesa de Escritores.

 

Para saber mais sobre Cláudio Lima e sua obra literária, clique AQUI

 

Fotografias: Amândio de Sousa Vieira

Ponte de Lima no Mapa

Ponte de Lima é uma vila histórica do Norte de Portugal, mais antiga que a própria nacionalidade portuguesa. Foi fundada por Carta de Foral de 4 de Março de 1125, outorgada pela Rainha D. Teresa, que fez Vila o então Lugar de Ponte, localizado na margem esquerda do Rio Lima, junto à ponte construída pelos Romanos no século I, no tempo do Imperador Augusto. Segundo o Historiador António Matos Reis, o nascimento de Ponte de Lima está intimamente ligado ao nascimento de Portugal, inserindo-se nos planos de autonomia do Condado Portucalense prosseguidos por D. Teresa, através da criação de novos municípios. Herdeira e continuadora de um rico passado histórico, Ponte de Lima orgulha-se de possuir um valioso património histórico-cultural, que este portal se propõe promover e divulgar.

Sugestões