Serralves em Ponte Lima

 

Serralves em Ponte Lima


Exposição O Regresso do Objeto. Arte dos Anos 1980 na Coleção de Serralves

Até 30 de Setembro de 2018, no Palacete Villa Moraes

 

 

O Regresso do Objeto. Arte dos Anos 1980 na Coleção de Serralves, é a designação da exposição temporária organizada pelo Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves, patente no Palacete Villa Moraes.

A vinda de Serralves até Ponte de Lima enquadra-se no protocolo celebrado entre o Município de Ponte de Lima e a Fundação de Serralves, pelo qual o Município acede ao Estatuto de Fundador de Serralves. Esta parceria permitirá a ambas as partes a realização de diversas ações em conjunto, ao nível cultural, educacional e ambiental.

Neste contexto, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, revelou que esta mostra “é o 1.º projeto desta parceria, sendo para nós um momento histórico a concretização da mesma.” O autarca classificou ainda esta exposição de arte contemporânea de “enorme qualidade” e “(..) esta é seguramente uma grande oportunidade para os limianos e para aqueles que nos visitam, conhecer o Palacete Villa Moraes, onde esta exposição vai ficar até 30 de setembro” assegurou o edil.

A Presidente da Fundação de Serralves, Dra. Ana Pinho, saudou o Município pela adesão ao projeto e confirmou que “Serralves considera que é fundamental sair de dentro dos seus muros e chegar mais perto das pessoas, levar a arte contemporânea ao conhecimento direto das pessoas.” Neste sentido, a Fundação de Serralves tem promovido várias parcerias com autarquias e outras entidades, o que tem permitido a Serralves mostrar a arte contemporânea “mostrar o que é feito pelos nossos artistas contemporâneos” assegurou a Presidente da Direção da Fundação de Serralves.

O Regresso do Objeto. Arte dos Anos 1980 na Coleção de Serralves, traz a Ponte de Lima obras que se encontram à guarda daquela reputada instituição cultural do nosso país, proporcionando à população uma oportunidade de ampliar os seus hábitos culturais e um contacto mais próximo com as manifestações artísticas e os criadores portugueses e estrangeiros de maior relevância. Trata-se de uma seleção de obras pensada em função das características do espaço que as recebe, representativas de artistas como Rui Aguiar, Joaquim Bravo, Gerardo Burmester, José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Juan Muñoz e Rui Sanches.

A exposição estará patente até ao dia 30 de setembro, com entrada livre, no Palacete Villa Moraes em Ponte de Lima

29 de junho de 2018
Fonte: Município de Ponte de Lima

 

Ponte de Lima no Mapa

Ponte de Lima é uma vila histórica do Norte de Portugal, mais antiga que a própria nacionalidade portuguesa. Foi fundada por Carta de Foral de 4 de Março de 1125, outorgada pela Rainha D. Teresa, que fez Vila o então Lugar de Ponte, localizado na margem esquerda do Rio Lima, junto à ponte construída pelos Romanos no século I, no tempo do Imperador Augusto. Segundo o Historiador António Matos Reis, o nascimento de Ponte de Lima está intimamente ligado ao nascimento de Portugal, inserindo-se nos planos de autonomia do Condado Portucalense prosseguidos por D. Teresa, através da criação de novos municípios. Herdeira e continuadora de um rico passado histórico, Ponte de Lima orgulha-se de possuir um valioso património histórico-cultural, que este portal se propõe promover e divulgar.

Sugestões